Look, but don’t touch

Hanauma é uma baía formada dentro de um cone vulcânico na ilha de O’ahu, ao leste de Honolulu. É um dos destinos mais populares da ilha e sofreu bastante com as visitas em excesso dos turistas, chegando a receber 3 milhões de pessoas por ano.

Hanauma é uma área de preservação ambiental e um distrito de conservação da vida marinha (o primeiro, de muitos estabelecidos no Hawaii), inclusive o nome foi trocado de Hanauma Bay Beach Park para Hanauma Bay Nature Preserve. Visitantes são obrigados por lei a não maltratar os animais marinhos ou de tocar, andar, ou ter contato com os corais. Hanauma Bay é conhecida pela sua abundância de tartarugas-verdes.

Toda área de Hanauma Bay é protegida por lei, desde os peixes, os corais e até a areia.

Nos anos 50, dinamites foram usados para abrir uma área nos corais para que cabos telefônicos fossem instalados por baixo d’água. Essa área ficou conhecida como “Cable Channel”. Na década de 70 houve mais mudanças, com a abertura de mais áreas livres entre os corais, para que os visitantes pudessem nadar, o estacionamento foi ampliado e foi trazida areia branca de North Shore, deixando Hanauma Bay mais atraente para os visitantes. Em 1990, o uso excessivo da praia e da área ao redor se tornou um grande problema, com os visitantes andando pelos corais, estacionando na grama e nas laterais da estrada.

Medidas foram tomadas para limitar o número de visitantes; assim que a lotação máxima do estacionamento era atingida, não era mais permitida a entrada de outras pessoas. Anos depois, em 1998 passou a ser cobrada uma taxa de admissão, para reduzir mais ainda a quantidade de visitantes em Hanauma, atualmente a taxa custa US$7.50. Em agosto de 2002, foi aberto o Marine Education Center na entrada da Baía e todo novo visitante tem que assistir a um pequeno vídeo educativo sobre Hanauma. Após assistir ao vídeo, basta assinar um formulário para que, numa nova visita, você não seja obrigado ver o vídeo novamente. No vídeo é mostrada a regra principal de Hanauma Bay, “LOOK, BUT DON’T TOUCH” ou seja, olhe, mas não toque.
Hoje em dia Hanauma recebe, em média 3000 visitantes por dia, cerca de um milhão por ano. A maioria é turista.

Uma coisa é certa, não conheço muitos lugares do mundo, mas posso dizer com toda certeza que Hanauma Bay é o lugar mais bonito que eu já visitei.

Quando avistei a tartaruga, fiquei com vontade de tocá-la, mas a regra principal falou mais alto, 'look, but don't touch'.

Anúncios
Esse post foi publicado em Fotografia, Natureza, Viagens. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Look, but don’t touch

  1. Anna Terra disse:

    Eu sou uma hipócrita.. Acho que esses lugares deveriam ser proibidos para todas as pessoas, para que se preservasse de verdade.
    Mas morro de vontade de ir e mergulhar lá!
    aahhh
    que lugar lindo 🙂

    • felipepires disse:

      Eu entendo, é uma questão complicada, mas acho que a coisa sendo feita certinha, dá pra agradar os dois lados, a natureza e os visitantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s